Arte digital: obras criadas em meios eletrônicos conquistam a decoração

Postado em 07/07 em PAPO COM O ESPECIALISTA

A arte digital tem surgido como uma opção interessante para decorar ambientes. Formas, cores e imagens desenvolvidas em meios eletrônicos dão muita personalidade a quadros, almofadas, canecas e outros elementos decorativos. O arquiteto, publicitário e artista plástico, Fred Andrade, tem se destacado nessa área com a criação de estampas geométricas, abstratas e com elementos da natureza.

Ambiente com quadro criado por Fred Andrade

Para quem não conhece, a arte digital é criada através de recursos computacionais gráficos. Existem diversas categorias de arte digital, como a pintura digital, a gravura digital, a modelagem 3D, animação, entre outros. A modalidade amplia as opções para quem quer inovar na decoração e ir além das formas mais tradicionais de arte.

 

Obras flexíveis

Ambiente com quadro criado por Fred Andrade

Fascinado por arte e tecnologia, Fred Andrade utiliza a técnica mista de draft e produção em pigmentos minerais sobre canvas para criar e flexibilizar suas obras. Com ela, é possível que qualquer obra seja produzida no tamanho e formato que o cliente desejar.  “Com a pintura tradicional, muitas vezes a pessoa não leva um quadro para casa porque acha grande demais para o seu espaço e vice-versa. A arte digital resolve esta questão, permitindo adaptações e melhorando a relação do consumidor com a arte”, acredita Fred.

 

Ambiente com arte digital criada por Fred Andrade.

Ele afirma que a evolução na tecnologia de impressão e os meios digitais permitiram que essa arte seja quase como uma pintura real. “O melhor é que a arte deixa de ficar restrita ao local onde foi criada, podendo ser usada em diversos objetos e mídias, o que expande capacidade do artista”. Outra vantagem é que quadros feitos com arte digital podem ser inseridos de maneira virtual em fotos e perspectivas 3D, facilitando a escolha de decoradores, arquitetos e clientes na hora de definir as peças de decoração do ambiente.

Peças de arte digital podem ser inseridas de forma virtual nos ambientes. Esse exemplo mostra obras em projeto da Chastinet Arquitetura.

A arte digital também ajuda muito a quem tem interesse por uma obra mais pessoal. Ela permite que o artista adapte a obra à necessidade do cliente. “A pessoa pode vir até mim com uma ideia a partir de uma obra que eu tenha criado ou passar a ideia dele. A diferença nessa hora é o prazo para a entrega. Depende muito da inspiração”, avisa o artista.

 

Inspiração diversificada

 

Ambiente com arte digital de Fred Andrade.

Entre as obras de Fred, estão as que fazem parte da “Coleção Olhos Coloridos”, “Coleção ThinkRight/FeelGood” e “Coleção Tupiniquim”. Fruto da formação do artista em arquitetura, a Coleção Olhos Coloridos é inspirada nas linhas geométricas e busca transcender elementos da natureza e coloca-los em um universo paralelo cheio de cores.

Já a Coleção ThinkRight/FeelGood possui uma linha mais Pop Art, Rock’n Roll, urbana e com fortes influências de ícones desse estilo como Andy Wharol, Jean Michel Basquiat e Roy Linchtenstein. A Coleção Tupiniquim busca retratar a brasilidade do artista. Com inspiração na natureza e na cultura do nosso país, traz influências marcantes das linhas impressionistas e tropicalistas.

Para quem deseja saber mais sobre arte digital e o trabalho de Fred Andrade, vale a pena visitar as redes sociais:

www.facebook.com/fredandadre

Instagram: @flogin90

 www.flickr.com/photos/146802276@N07/albums

 

Gostou do nosso conteúdo? Então compartilhe com os amigos em suas redes sociais. Você também pode se inscrever no blog e receber as novidades em primeira mão. Caso tenha uma dúvida sobre arquitetura e decoração, deixe logo abaixo nos comentários. Quem sabe não vira a nossa próxima pauta? Participe!

Sobre o Autor

Redação Casa para Viver">Redacao Casa para Viver