Ar condicionado ou ventilador? Saiba qual item escolher para o seu lar

Postado em 19/01 em DECORAÇÃO, Escritório, Quarto, Sala de estar, Uncategorized

O verão já chegou e com ele o calor também tem aumentado. E é difícil passar pela estação mais quente do ano e resistir às altas temperaturas sem a ajuda de um ventilador ou aparelho de ar condicionado.

Em um país como o Brasil, esses aparelhos possuem uma utilidade que é muito mais do que sazonal. Ou seja, podem ser usados em qualquer época do ano. Por isso mesmo, é sempre bom buscar inserir esses itens no projeto de interiores de seu lar. Isso vai evitar que o ventilador ou ar condicionado destoe muito da inspiração escolhida para determinado cômodo da casa.

E para te ajudar na escolha do aparelho de refrigeração ideal para o seu lar, o blog Casa Para Viver separou algumas dicas práticas. Confira:

Foto: Pinterest

 

Ar condicionado ou ventilador?

A primeira decisão que você precisa tomar quando vai optar por aparelho de refrigeração é escolher se vai adquirir um ventilador ou um ar condicionado. Os ventiladores costumam ser mais baratos do que os aparelhos de ar condicionado, consumindo até 12 vezes menos energia do que ele. A potência média de um ventilador é de 100 W. Eles também são mais indicados para ambientes mais amenos e úmidos

Já os ares condicionados são preferíveis em regiões onde o calor é intenso. Esses aparelhos costumam ser encontrados por preços mais elevados nas lojas e consomem mais energia do que os outros equipamentos de refrigeração. A potência do ar condicionado varia de 900 W a 1.400 W. Sua principal vantagem é a capacidade de disponibilizar conforto térmico, mesmo em dias de muito calor.

 

Ar condicionado: vantagens e desvantagens

O aparelho de ar condicionado possui algumas vantagens e desvantagens. A opção por esse modelo vai depender de sua condição para arcar com os custos de energia elétrica e o uso que você fará do aparelho.

Foto: Pinterest

 

Vantagens:

– Retira o ar quente do ambiente e refrigera o ar que está do lado de fora, garantindo um conforto térmico;

– Permite uma estabilidade térmica, pois a temperatura ficará na faixa que você tiver programado ao ligar o aparelho;

– Muitos aparelhos são equipados com um dispositivo de purificação do ar.

 

Desvantagens:

– Gastam mais energia, principalmente se houver muito uso desses aparelhos;

– Ressecam o ar, não sendo muito aconselhado para pessoas que possuem problemas respiratórios ou alergia;

 

Modelos de ar condicionado

Para integrar o ar condicionado na decoração do ambiente é importante escolher o modelo correto, que dialogue com a decoração do cômodo. Existem dois modelos principais que são mais usados em habitações.

Foto: Pinterest

Splits: são aparelhos individuais instalados em cada cômodo com uma unidade exterior. Eles são mais finos e se integram mais facilmente ao modelo da decoração. Também consomem menos energia do que os outros modelos. É possível incorporá-lo na decoração em uma parede com a mesma cor do aparelho ou ainda encaixá-lo em um dos móveis, como uma prateleira ou um rack, que pode ser aberto ou ter uma porta fechada com aberturas, para que o aparelho faça a troca de ar corretamente.

Cassete: esse modelo é um sistema por condutos de ar com grades difusoras, que são colocados em um falso teto ou podem ser deixados à vista. Esses equipamentos são perfeitos para quem deseja que ele fique praticamente imperceptível no espaço.

Portátil: o aparelho portátil é ideal principalmente para quem mora em uma casa alugada ou em um apartamento, mas ainda assim busca manter o conforto térmico do espaço. Para usá-lo, é preciso instalar um duto, que pode ser adaptado a janelas e portas de correr.

 

Ventilador: vantagens e desvantagens

Assim como os aparelhos de ar condicionado, o ventilador também possui algumas vantagens e desvantagens. Alguns pontos que podem pesar na hora de optar por um ventilador em sua casa são o fato deles gastarem menos energia elétrica que o ar condicionado e por serem encontrados a preços mais baratos no mercado.

Foto: Pinterest

 

Vantagens:

– É uma opção financeira mais viável, pois são encontrados no mercado por preços mais acessíveis;

– Não precisa de muita manutenção, devido ao seu funcionamento ser mais simples;

– Está disponível em uma variedade de modelos, o que facilita a sua incorporação na decoração da casa. Além disso, alguns modelos não exigem instalação, necessitando apenas conectá-lo na tomada para começar a usá-lo;

– O consumo do ventilador é relativamente baixo, podendo ficar ligado por muito tempo sem resultar em um grande impacto no valor da conta de luz.

– Os ventiladores podem ser usados também durante o inverno, invertendo o sentido de funcionamento (exaustor). Dessa forma melhora a distribuição das camadas de ar, impedindo que o calor aumente e deixando a parte baixa do espaço mais fria.

 

Desvantagens:

– Em alguns casos, o ventilador não resolve o problema do calor. Quando fica muito quente, ele acaba fazendo a circulação do ar quente e passa a não ter muito efeito;

– Como ele circula o ar que está dentro do ambiente, acaba também circulando o pó. Isso pode causar algumas doenças respiratórias ou prejudicar quem possui alguma alergia.

 

Variedade de ventiladores

Para quem optar por escolher o ventilador como o refrigerador de sua casa, há modelos para todos os gostos e decorações. Ele é encontrado para o teto, para a parede, em formato de torre… as opções são muitas! Conheça algumas:

Foto: Pinterest

Ventilador de teto: pode ser usado em vários ambientes da casa, como a sala de estar, quartos e escritórios. Os ventiladores de teto, muitas vezes, se convertem em um elemento decorativo. Podemos encontrar uma infinidade de estilos e desenhos: com pés de madeira de estilo rústico, com hélices metálicas com um ar industrial ou com hélices de policarbonato semitransparentes ou em diversas cores para ambientes contemporâneos. Muitos deles incorporam diversos sistemas de iluminação, o que os converte em aparelhos com uma dupla função: climatização e iluminação.

Ventilador de parede: essa peça é comum em ambientes voltados para o comércio ou em ambientes corporativos, mas também se encaixam perfeitamente em decorações residenciais. Como há muitas opções e modelos para esse tipo de ventilador, ele também se encaixa em diferentes inspirações.

Ventilador de mesa: essa peça é ideal para ambientes pequenos. Ele também é prático, pois pode ser levado para qualquer canto da casa onde você estiver. Há a opção de colocá-los em estantes, no chão ou em cima dos demais móveis, mas é preciso observar se o modelo escolhido combina com a inspiração do cômodo, para não ficar destoante.

Ventilador de torre: pode ser usado em diferentes cômodos, mas principalmente em ambientes pequenos, pois economizam espaço. Também fazem menos ruídos, o que gera uma maior sensação de tranquilidade e conforto.

Sobre o Autor

Redação Casa para Viver">Redacao Casa para Viver