Sofá para cachorro: estofado pode ser um charme na decoração

Postado em 26/01 em PETS

Quem tem um bichinho em casa sabe que ele gosta de estar perto e acompanhar nossas atividades cotidianas. E quando estamos no sofá, às vezes, se torna irresistível não colocar o nosso animal de estimação para deitar ao nosso lado e nos fazer companhia. Porém, as marcas de pata, pelos e os cheiros do pet no estofado podem não agradar. A solução para esse impasse pode ser optar por um sofá para cachorro.

Há disponíveis nas lojas ou por encomendas uma quantidade de estofados feitos para o seu cãozinho que vai lhe permitir se livrar dos inconvenientes de tê-lo o tempo inteiro em cima do seu sofá. A diversidade de modelos, inclusive, facilita bastante a inclusão dessa peça em seu projeto de interiores. Para isso, vale a dica de sempre: buscar aliar a peça aos demais elementos da decoração do ambiente.

Foto: Divulgação

 

Diferentes modelos

Os estofados feitos especialmente para cães ainda estão sendo incorporados nas lojas brasileiras. Porém, já é possível encontrar algumas opções e modelos que são muito bonitos e vão arrasar no seu ambiente.

Um desses modelos é o sofá retangular, aos moldes de uma poltrona, que é feito de alumínio e revestido com um traçado de fibra sintética. Ele também vem acompanhado com um revestimento de colchonete removível, facilitando o momento da lavagem.

Sofás estão disponíveis em vários modelos diferentes | Foto: Sofá para cachorros

Há também estofados feitos de couro, que podem ser encontrados em formato circular ou retangular, de acordo com a sua preferência e com o espaço disponível no ambiente. Para quem busca um modelo mais exuberante, a opção pode ser o divã feito especialmente para o seu cãozinho. Outra alternativa são os sofás em formato de poltrona, que chegam a caber até mais do que um único pet – a depender da sua escolha e do espaço que tem disponível em sua casa.

Para quem não tem muito espaço disponível na sala de estar, a saída pode ser optar pelo Dog House Sofá. O produto foi criado pelo designer Seungji Mun e é composto apenas de madeira sólida, espuma e tecido. O diferencial desse estofado é que na lateral há um espaço exclusivo para o seu pet se acomodar enquanto estiver na sala de estar.

Modelo acomoda pet e dono | Foto: Divulgação

Qual o tecido ideal?

Além do modelo, é preciso também definir qual o melhor tecido para o estofado do sofá do seu pet. Opções como o couro, gorgorão teflonado, sarjas, lonas e suede são positivas, pois resistem bem às garrinhas do seu cãozinho.

O couro, por exemplo, é resistente a odores e não atrai pelos de animais. Assim, não causa sensação de desconforto se o item for deixado na sala de estar. Os pelos também são facilmente limpáveis usando um aspirador de pó. Outra opção é o gorgorão teflonado, que além de ser resistente às garras, também é fácil de lavar.

Foto: Pinterest

Há também a possibilidade de optar por um tecido sintético. Um desses tecidos é o náutico, que é muito usado em ambientes externos e uma solução economia. Você pode escolher também o tecido Acquablock. Ele é feito de poliéster e algodão, impermeável e anti arranhão. Ou seja, uma solução ideal para o estofado de um móvel que está sendo pensado para o seu cãozinho.

 

Protetor de sofá

Se você não conseguiu ainda incorporar um sofá para cachorros em seu projeto de interiores, o revestimento de sofá para petss pode ser uma saída. Ele cobre e protege o sofá contra manchas, pequenas quantias de líquidos derramados e outras substâncias que poderiam causar manchas no estofado. Além disso, esses revestimentos de proteção também conseguem agregar beleza a decoração, aliando design, utilidade e durabilidade.

Foto: Inspiração

Esse tipo de proteção é útil, principalmente quando vamos receber amigos e parentes em casa. Quando os visitantes chegarem, é possível retirar o protetor de sofá e livrá-los de entrar em contato com os pelos que acabam ficando no estofado quando o nosso pet sobe nele.

 

Cantinho com estilo

Para quem não encontrou um sofá para cães, uma solução é substituir o estofado por uma caminha para pet. Assim, ele vai pode lhe acompanhar de maneira confortável no mesmo ambiente. Nesse caso, é preciso também tomar cuidado com a escolha dos tecidos para que eles tenham durabilidade e não fiquem destoantes dos demais itens do ambiente. Há no mercado diversos modelos e tecidos que podem combinar perfeitamente com os demais itens de sua decoração.

Uma saída estilosa também é usar o cantinho do pet em substituição ao sofá. Você pode fazer reformas em seus móveis, destinando parte dele ao animalzinho. Um armário sem uso, por exemplo, pode abrigar uma cama ou almofada para o seu cãozinho lhe fazer companhia de maneira bastante confortável. E isso lhe dá ainda mais possibilidades de explorar o seu projeto de interiores.

Gostou do nosso conteúdo? Então compartilhe com os amigos em suas redes sociais. Você também pode se inscrever no blog e receber as novidades em primeira mão. Caso tenha uma dúvida sobre arquitetura e decoração, deixe logo abaixo nos comentários. Quem sabe não vira a nossa próxima pauta? Participe!

Sobre o Autor

Redação Casa para Viver">Redacao Casa para Viver